Wlad Klitschko não revela previsão contra Joshua

Após derrota para britânico, Wlad Klitschko manteve mistério sobre resultado (Divulgação)

Como série de indecisões sobre o que fazer no futuro, o ucraniano Wladimir Klitschko, 41, só tem uma certeza: ele não revelará por conta própria a previsão do resultado da luta – feita em vídeo, gravada em pendrive e fixada no roupão – que fez dias antes do encontro com o britânico Anthony Joshua, 27. O atleta do Leste Europeu garante que somente o comprador do artigo – feito por meio de leilão beneficente –utilizado no embate terá a opção de divulgar ou não o conteúdo da filmagem.

“Tenho certeza de que haverá uma pessoa que comprará o roupão e, se ela decidir pela veiculação, tudo bem. A minha previsão está lá (no pendrive)”, destaca Wlad Klitschko (64-5-0, 53 KOs). No último sábado, ele proporciou um dos melhores combates entre pesados das últimas décadas mesmo com a derrota por nocaute técnico para Joshua (19-0-0, 19 KOs) no 11º round, diante de 90 mil fervorosos torcedores no Wembley Stadium.

O britânico manteve o cetro FIB e ainda abocanhou o cinto de supercampeão AMB, porém, teve de cavar fundo a conquista. Joshua derrubou Wlad Klitschko na quinta passagem, foi ao solo no giro seguinte e, quando dava sinais de cansaço extremo, foi capaz de aniquilar o rival na penúltima etapa. No momento da paralisação duas papeletas eram favoráveis ao súdito da Rainha em 96-93 e 95-93, ao passo que o terceiro juiz anotava 95-93 para o ucraniano. Joshua recebeu indicações da AMB e da FIB para realizar defesa voluntária de seus cinturões. Já Wlad Klitschko pode exercer a cláusula de revanche ou mesmo optar pela aposentadoria.

Luvas Cruzadas

Eliasquevici fatura sul-americano – Sem dar nenhuma chance ao rival mesmo em solo alheio, o brasileiro Davi “El Loco” Eliasquevici (14-4-1, 11 KOs), 28, conquistou o cinto sul-americano supermeio-médio (69,8k) ao impor nocaute técnico ao dominicano radicado na Argentina Henri Polanco (10-3-0, 4 KOs), 25. O confronto foi realizado na última sexta-feira no Club Social y Cultural El Cruce de Buenos Aires.

Wlad Klitschko ‘esconde’ resultado contra Joshua

Ucraniano Wlad Klitschko fez mistério sobre conteúdo de pendrive (Divulgação)

Não houve palavras duras e as provocações foram educadas. No último encontro promocional realizado hoje em Londres (Inglaterra) para o embate entre o britânico campeão FIB Anthony Joshua, 27, e o ucraniano Wladimir Klitschko, 41, um dos pontos que mais chamou a atenção foi uma revelação ao menos curiosa formulada pelo desafiante: ele mostrou um pendrive no qual gravou vídeo com sua previsão secreta sobre o resultado do confronto.

Wlad Klitschko (64-4-0, 53 KOs) não deu qualquer pista sobre sua visão futurística, porém, indicou que o pendrive estará fixado em seu roupão durante a luta e que, em seguida, colocará o uniforme em leilão com a apuração do valor destinado a caridade. Quem der o lance mais alto é que terá o direito de ver e, eventualmente, revelar o conteúdo da gravação.

Alheio às especulações, Joshua (18-0-0, 18 KOs) se mostra muito confiante em obter o nocaute, manter seu cinturão e ainda conquistar o cetro de supercampeão AMB. Ao lado do jovem britânico estarão 90 mil torcedores que lotarão o Wembley Stadium, configurando o maior público já registrado em evento de boxe no país. O embate ocorre no próximo sábado.

Luvas Cruzadas

Volta Marquez? – Perto de decidir seu retorno aos ringues depois de afastamento de três temporadas, o mexicano Juan Manuel Marquez (56-7-1, 40 KOs), 44, já tem feito sessões de sparring de seis rounds com duração de três e meio minutos. A dúvida do asteca é saber se volta a atuar ainda no mês de junho e com peso próximo dos 66,6k (meio-médio) ou até menos. Dono de títulos em quatro categorias, Marquez não luta desde maio de 2014 quando superou o americano Mike Alvarado.

Joshua quer ser primeiro bilionário do boxe

Anthony Joshua (e) briga por cintos unificados com Wladimir Klitschko (Foto: Reprodução)

Sonhar não paga imposto. O velho adágio popular cai como luva para o peso pesado britânico Anthony Joshua, 27, que não esconde de ninguém a pretensão de ser transformar no primeiro boxeador da história a acumular dinheiro suficiente para se transformar em bilionário. Ele está programado para enfrentar o ucraniano Wladimir Klitschko, 41, pelos cintos unificados AMB e FIB, no próximo dia 29 em Wembley (Grã-Bretanha).

Detentor do chamado recorde perfeito, em que um pugilista soma triunfos em todas as suas lutas pela via do nocaute, Joshua (18-0-0, 18 KOs) quer obter todos os cinturões disponíveis, contudo, ele avalia ser possível acumular fortuna jamais vista dentro dos ringues. “Quando comecei minha carreira, imaginava me tornar um multimilionário”, destaca o britânico, sem medo.

Para explicar seus anseios, Joshua lembra que existem pessoas muito mais velhas que acumulam fortunas somente pelo fato de possuírem imóveis de preços estratosféricos e que a nova escola de pensamento mundial o empurra para ser um integrante desse grupo. “Ser milionário é muito bom e cada um de nós precisa ampliar suas perspectivas”, analisa.

Sem mencionar ainda o quanto abocanhará no combate com Wlad Klitschko (64-4-0, 53 KOs), Anthony Joshua estima que se ele pode ganhar £ 10 milhões (R$ 39,1 milhões) em uma luta, deve buscar dez vezes mais no próximo confronto. “Se eu chegar a £ 100-150 milhões (R$ 391-586 milhões) porque não posso imaginar alcançar o bilhão? É difícil, mas não impossível”, finaliza o britânico.

Wlad Klitschko provoca

Ao tomar conhecimento das pretensões financeiras de Joshua, Wlad Klitschko não deixou de alfinetar e mesmo ridicularizar o adversário. Pelas redes sociais, o ucraniano questionou: “Quantas vezes você lutou contra um bilionário? Eu, nenhum. E quantas das 90 mil pessoas que estarão em Wembley ou mesmo ao redor do mundo são bilionárias?”

Luvas Cruzadas

Eterno Toney – Mesmo já aos 48 anos e com dois títulos mundiais em sua trajetória, o americano James Toney (76-10-3, 46 KOs) insiste em permanecer em atividade e tem agendada luta contra o compatriota e também veterano Mike Sheppard (24-20-2, 10 KOs), 41. O embate ocorre no dia 13 de maio no Eastern Michigan Convocation Center da cidade de Ypsilanti, estado do Michigan (EUA). Toney subiu ao ringue pela última vez em agosto de 2015 quando foi superado por Charles Ellis. Apesar do elevado número de derrotas, Toney jamais perdeu por nocaute.

Ward-Kovalev 2 – O primeiro encontro promocional da revanche entre o americano Andre Ward (31-0-0, 15 KOs), 33, e o russo Sergey Kovalev (31-1-1, 26 KOs), 34, foi realizada nesta segunda-feira em New York (EUA). O embate terá lugar no Mandalay Bay Resort & Casino de Las Vegas, Nevada, e será válido pelos cintos AMB, OMB e FIB dos meio-pesados (79,3k) pertencentes a Ward, o vencedor do primeiro confronto de novembro do ano passado.

Queda! Lomachenko sofre revés para menor rival

https://youtu.be/UchfDGWCmAk

Calma. Não se precipite. Um dos maiores boxeadores da atualidade e possivelmente #1 libra por libra em pouco tempo, o ucraniano Vasyl Lomachenko, 29, finalmente encontrou um adversário capaz de nocauteá-lo. Em brincadeira com um de seus dois pequenos filhos, o boxeador se deixou levar golpes até cair no tablado, assumindo a derrota.

No papel sério, porém, Lomachenko (8-1-0, 6 KOs) vem construindo uma carreira sólida, capaz de alçar seu nome na história. Na última madrugada, ele castigou o mexicano Jason Sosa (20-2-4, 15 KOs) até o córner do oponente sinalizar a desistência antes do começo do 10º giro, dentro do MGM National Harbor, da cidade de Oxon Hill, estado de Maryland (EUA). O ucraniano manteve pela segunda vez o cetro OMB superpena (59,8k).

Logo ao fim do combate, Lomachenko se mostrou disposto a enfrentar os melhores adversários possíveis, citando a revanche com o asteca Orlando Salido (único a superá-lo no profissionalismo). Na falta de acordo, o atleta do Leste Europeu não descarta subir mais uma divisão – a dos leves (61,2k) – para desafiar estrelas como Mikey Garcia e Terence Crawford ou partir para cima do invicto britânico Terry Flanagan, detentor do cetro OMB leve.

O único rival descartado por Vasyl Lomachenko é o filipino Manny Pacquiao, mas por uma razão lógica. “Nos próximos dois ou três anos, ele terminará sua carreira e eu não vou ganhar de um velho. Para mim seria um disparate completo perseguir uma luta como esta. Ele (Pacquiao) tem sua carreira e eu tenho a minha”, finaliza Lomachenko.

Acidente fere 14 boxeadores; duas pessoas morrem

Van com os boxeadores (Foto: Roberto Gil)

O susto foi gigantesco. Em grave acidente, 14 jovens boxeadores mexicanos precisaram ser atendidos em hospital depois que a van em que viajavam colidiu com uma camionete entre as cidades de Mazatlán e Culiacán, estado de Sinaloa, região norte do país. Nenhum dos pugilistas entre 14 e 16 anos sofreu lesão mais séria, contudo, duas mulheres que estavam no outro carro acidentado morreram no local. Apenas o motorista da camionete sobreviveu com o choque ocorrido no último sábado.

 

Os garotos esportistas estavam sendo conduzidos a torneio amador promovido em Culiacán e estavam a apenas 15 quilômetros do ponto de partida até o momento do acidente ao redor das 7 horas da manhã. Todos os jovens são companheiros de ginásio do ex-campeão CMB minimosca (48,9k) Pedro Guevara. A cidade de origem dos meninos, Sinaloa, já produziu outros campeões mundiais como Julio Cesar Chavez Jr., Humberto Soto, Fernando “KOchulito” Montiel, Jorce “El Travieso” Arce e Gilberto Ramirez.

Abelhas atacam ‘cutman’ de lendas do boxe

Garcia (e) com Mayweather (Reprodução)

Já fora de perigo e recuperando-se em casa, o famoso “cutman” (responsável por amenizar cortes e estancar sangue de lutadores) mexicano Rafael Garcia, 87, ainda vive sob o susto de ter recebido quase 100 picadas de abelhas nesta sexta-feira, em Las Vegas, estado de Nevada (EUA), onde vive. O veterano passava pelas ruas quando viu um cachorro já morto sendo alvo dos insetos e, ao tentar livrar o animal, acabou se transformando em outra vítima. Diante da cena, o treinador de boxe de origem asteca Jorge Capetillo procurou auxiliar Garcia, porém, também foi atingido ficando com algumas lacerações. Mesmo assim conseguiu correr e chamar por socorro.

Os bombeiros e uma ambulância chegaram rapidamente e transportaram Garcia a hospital próximo. Por sua idade avançada, ele corria sérios riscos caso o atendimento fosse demorado. Até recentemente, Rafael Garcia atendeu o córner de Floyd Mayweather, mas também foi assistente de grandes campeões como Roberto “Manos de Piedra” Durán, Wilfredo Gomez e Erik Morales, entre tantos outros. Garcia é padrinho do ex-campeão meio-médio (66,6k) e ainda lutador Jessie Vargas.

À espera de Mayweather, McGregor treina na rua

McGregor (d) se aperfeiçoa no boxe (Foto imagem: Carrera Promoções & Eventos)

Todos os caminhos levam para a confirmação do confronto para o mês de setembro. Enquanto aguarda os trâmites burocráticos, Conor McGregor procura aproveitar todo o tempo disponível para treinar e aperfeiçoar-se no boxe, a fim de estar na plenitude de sua forma para Floyd Mayweather. Nos últimos dias, McGregor foi flagrado se exercitando nas ruas da Irlanda e demonstrou evolução na movimentação das pernas e velocidade nas mãos, incluindo os contragolpes.

 

McGregor é astro das artes marciais mistas (MMA), um dos maiores nomes da organização UFC, foi praticante de kickboxing na adolescência, usa técnicas da capoeira em sua preparação, afora ter definido em pé a maior parte de seus triunfos no MMA. São esses ingredientes que serão utilizados como argumentos pela Comissão Atlética do Estado de Nevada para conceder autorização de boxeador a McGregor para, enfim, encontrar-se com Mayweather nos ringues.

Leonard-Hagler é controverso após 30 anos

Cartaz oficial da superluta de 1987 (Reprodução)

Existem lutas que ficam marcadas em nossas vidas e ainda tenho na memória o formidável confronto entre os americanos Sugar Ray Leonard e Marvin “Marvelous” Hagler. Foi há exatos 30 anos – 6 de abril de 1987 – no Caesars Palace de Las Vegas, estado de Nevada (EUA), que os dois gigantes do esporte propiciaram uma noite histórica. Em resultado até hoje controverso, Leonard saiu-se vencedor em decisão dividida (115-113 e absurdo 118-110) contra 115-113 para Hagler. O embate valeu o cetro CMB médio (72,5k).

 

Leonard estava fora das competições havia quase três temporadas, sofrera cirurgia na retina, ninguém imaginava como seria seu retorno e era o claro azarão na bolsa de apostas, na proporção contrária 1-6 ou 1-7. Para piorar, estaria diante de Hagler, campeão indiscutível da categoria, que sustentava ao menos um cinturão mundial desde 1980 e que ainda recebeu bolsa de US$ 19 milhões contra US$ 11 milhões do compatriota.

 

Em realidade, Hagler já não queria mais lutar depois de ganhar de John Mugabi um ano antes, mas foi convencido pelo seu então promotor Bob Arum. Do outro lado do ringue, Leonard se achava capaz de superar o rival – mesmo vindo de grande inatividade – pois avaliava que Hagler já dava sinais de envelhecimento e lentidão.

 

A decisão dos juízes suscita discussão mesmo três décadas depois, em um confronto que parece jamais ter fim. Para o deleite dos aficionados Leonard-Hagler foi considerada a Luta da Década. Ao fim das contas, a derrota fez Hagler abandonar oficialmente a carreira antes de completar 33 anos e provocar sua mudança para a Itália. Leonard, por sua vez, ainda se manteve em atividade mesmo com poucos combates, ganhou outros títulos mundiais até abandonar os tablados em 1997.

 

(*) Mate a saudade com os melhores momentos do embate épico

‘Monstro’ nipônico, Inoue expõe contra Rodriguez

Naoya Inoue já tem dois mundiais (Reprodução)

Esqueça as criaturas gigantes e do mal de seriados japoneses do passado como os enfrentados por Ultraman, Ultraseven, Jaspion, Goldar, Chageman, Flashman, National Kid, Lion Man ou o assustador Godzilla. O verdadeiro “monstro” do boxe oriental é o invicto Naoya Inoue, que assumiu o apelido e é o atual dono do cinto OMB supermosca (52,1k). Ele faz a quinta defesa diante do mexicano Ricardo Rodriguez, 27, no próximo dia 21 de maio no Ariake Colosseum de Tóquio (Japão).

Pelo grande poder de suas mãos e velocidade impressionante, Inoue (12-0-0, 10 KOs) é ídolo em ascensão, já obteve dois títulos mundiais em categorias diferentes – antes havia abocanhado o cetro OMB minimosca (49,7k) – e, em alguns momentos vê seus promotores com dificuldades em encontrar rivais dispostos a enfrentá-lo. O atleta japonês completa 24 anos dentro de cinco dias e já surge como amplo favorito para derrotar Rodriguez (16-3-0, 5 KOs).

Luvas Cruzadas

Povetkin após suspensão – Ainda amargando suspensão de seis meses imposta pelo Conselho Mundial de Boxe (CMB), o peso pesado russo Alexander Povetkin (31-1-0, 23 KOs), 37, tem sua volta aos tablados programa para 1º de julho em Moscou (Rússia), ainda sem adversário definido. O lutador foi flagrado duas vezes seguidas em testes antidoping no ano passado. Na primeira não sofreu punição, contudo, na segunda, não conseguiu escapar das regras do CMB.

Licença para McGregor – A Comissão Atlética do Estado de Nevada (EUA) ainda não recebeu pedido formal para a expedição de licença de boxeador ao irlandês Conor McGregor, 28 – que espera encarar o americano Floyd Mayweather, 40, em setembro. Contudo, os dirigentes da entidade acreditam que não haverá problemas para conceder autorização a estrela do MMA. Desde que os rumores sobre o combate com Mayweather se acentuaram, McGregor tem treinado exclusivamente boxe deixando de lado as práticas de wrestling, jiu-jitsu e muay thai.

Está marcada revanche entre Ward e Kovalev

Ward (e) superou Kovalev em primeira luta (Reprodução)

É o fim de muitos rumores. Em anúncio feito pelas redes sociais, o invicto americano Andre Ward, 33, confirmou a realização da revanche com o russo Sergey Kovalev, 34, marcada para 17 de junho no Mandalay Bay Resort & Casino de Las Vegas, estado de Nevada (EUA). Em jogo estarão os títulos unificados AMB, OMB e FIB dos meio-pesados (79,3k). No primeiro encontro, em novembro do ano passado, o boxeador ianque ganhou por pontos em decisão unânime – 114-113 para os três juízes -, contudo, o resultado foi muito contestado pela maioria dos especialistas.

“Deixe suas desculpas em casa”, alfineta Ward (31-0-0, 15 KOs) que tirou a invencibilidade do forte pegador Kovalev (30-1-1, 26 KOs) e foi cobrado insistentemente pelo reencontro ao longo dos últimos meses até pelo pré-acordo de concessão formulado em contrato. O americano e seus agentes deram de ombro para as provocações, surgiram boatos de que Ward abandonaria a carreira, mas agora tudo chegou a bom termo. Os fãs agradecem.