Exclusivo! ‘Ratinho’ Oliveira fecha acordo com Ortiz

Time integrado: Ortiz (e), ‘Ratinho’ Oliveira, Francisco Ramos e Hoss Janik (Divulgação)

O silêncio providencial do lutador nos últimos dias nas redes sociais, que intrigava os milhares de amigos, foi finalmente quebrado. O brasileiro Marcus Vinícius “Ratinho” de Oliveira, 31, está dando grande salto em sua carreira com o anúncio oficial de fechamento de acordo promocional com o ex-campeão mundial Victor Ortiz. O atleta nacional tem previsão de subir ao ringue dentro de dois meses e, o melhor, todos os seus combates farão parte dos eventos do PBC – Premier Boxing Champions, empresa comandada pelo mago Al Haymon e sempre com os combates transmitidos pela TV.

“Ratinho” de Oliveira (24-3-1, 22 KOs) não atua desde fevereiro do ano passado, mas nunca havia perdido a esperança de reviravolta em sua trajetória.. O papel fundamental em todas as negociações é da mulher e jornalista Juliana Casellato, parceira de todas horas, com quem está unido há sete temporadas. A primeira providência da dupla é mudar de residência em direção a cidade de Calabasas, no Condado de Los Angeles, estado da Califórnia (EUA).

O time à disposição de Oliveira é para causar impacto: Ortiz, ex-dono do cinto meio-médio (66,6k), atuará como gestor principal, intermediará os acordos para lutas e, se preciso, servirá de conselheiro pessoal e profissional. O brasileiro contará com preparador físico e vários companheiros para as sessões de sparring, tudo sob as orientações do técnico Joseph Hoss Janik, exatamente o mesmo preparador do ídolo Ortiz.

É o potencial demonstrado desde a estreia profissional em 2006 que faz de Marcus “Ratinho” de Oliveira alvo constante de especialistas do esporte. Ele já esteve defendendo a bandeira da empresa de Don King, foi consagrado campeão latino e ostentou o mais que honroso posto de #5 pela Organização Mundial de Boxe (OMB). Agora, ele atinge um dos pontos mais importantes de sua carreira, com equipe capaz de recolocá-lo no melhor caminho para aspirar sonhos dentro da categoria meio-pesado (79,3k). Os ventos voltam a convergir a favor de Oliveira. Tudo o mais passa pelo seu esforço, dedicação e foco.

McGregor posta vídeo e se diz ‘Eu sou o boxe’

Foi um resposta ao Instagram publicado pelo rival mais cedo nesta mesma quinta-feira. O irlandês Conor McGregor, 28, também usou as redes sociais para mostrar que está levando a sério o embate com o americano Floyd Mayweather, 40, marcado para 26 de agosto no T-Mobile Arena de La Vegas, Nevada (EUA). Em vídeo de um minuto veiculado pelo youtube.com e intitulado “Eu sou o boxe” , o atleta europeu surge treinando em saco de pancada com algumas variações de golpes, mas bem longe da velocidade e habilidade demonstrada pelo ianque multicampeão. Um pouco antes surgiram rumores de que o o ex-campeão mundial e antigo parceiro de treino de Mayweather, Paul Malignaggi será um dos boxeadores a auxiliar McGregor em sessões de sparring.

Relembre:

Mayweather mostra armas para McGregor

Boxeadores oferecem ajuda a McGregor

Holyfield leva alegria em visita a hospital infantil

Holyfield entrou em vários quartos para visitar pacientes (Reprodução)

Único peso pesado da história a obter quatro vezes o título mundial da categoria, o americano Evander Holyfield, 54, tem se revelado um agente multiplicador de amor, carinho, amizade, compreensão. Nesses últimos dias, ele visitou o Norton Hospital da cidade de Louisville, estado de Kentucky (EUA), onde cativou crianças pacientes e seus pais, mas também médicos, enfermeiros, técnicos e funcionários da instituição fundada em 1886!

Fora das competições desde 2011 e já um Hall da Fama, Holyfield (44-10-2, 29 KOs) se derreteu a cada olhar e sorriso disparados por crianças internadas. O eterno campeão portou um cinturão do Conselho Mundial de Boxe (CMB), entidade que também apoia e prestigia a visita de grandes ídolos dos ringues a hospitais em todo mundo. Pacientemente, Holyfield atendeu ao pedido de cada um para fotos e autógrafos em longa fila formada para vê-lo.

Holyfield (centro) atendeu todo pedido de fotos e autógrafos (Reprodução)

Mayweather mostra armas para McGregor

Para quem acha que Floyd Mayweather, 40, está levando de ânimo leve a preparação para Conor McGregor, 28, é melhor reavaliar seu pensamento. Mesmo faltando praticamente dois meses para o confronto, o veterano americano já revela algumas de suas armas para o concorrente: a habilidade e a velocidade de golpes e reflexos. O combate está marcado para 26 de agosto no T-Mobile Arena de Las Vegas, estado de Nevada (EUA), previsto para 12 roundes, dentro da categoria supermeio-médio (69,8k) e com luvas de 10 onças, exatamente nas regras do boxe.

Em vídeo publicado em seu Instagram, Mayweather (49-0-0, 26 KOs) demosntra estar em estado adiantado de condicionamento, mas faz ressalvas sobre si mesmo. “Eu sei que não o mesmo lutador que eu era há 20 anos. Eu não sou o mesmo lutador que era há 10 anos. Por uma questão de fato, eu não sou o mesmo lutador que eu era há cinco anos. Eu sou apenas uma lenda antiga colocando trabalho com luvas de 16 onças”. McGregor terá de estar em seu auge físico e técnico para confrontar com o multicampeão ianque.

Após coma, boxeador fala, anda e conta

Daniel Franco passou mal ainda no ringue (Reprodução)

Nada como as orações para amimar quem tem fé e os insistentes pedidos da família têm surtido efeito. Livre do coma induzido há alguns dias, o boxeador americano Daniel Franco, 25, lentamente começa a dar sinais de recuperação. Ele já se esforço para pronunciar algumas palavras, dá pequenos passos e ainda consegue contar números. Não mal para quem no último 10 deste mês sofreu lesão cerebral na derrota por nocaute no oitavo giro para o compatriota José Haro no WinnaVegas Casino em Sloan (Iowa).

Logo após o acidente, o peso pena (57,1k) Franco ficou transportado ao hospital Sioux City (Iowa) onde passou por duas cirurgias, com remoção de parte do cérebro e sério risco de vida. Ele respondeu bem às intervenções e, com melhora constante, saiu do coma e acabou transferido na sexta passada a hospital de reabilitação de Omaha, estado de Nebraska. No dia seguinte, ele começou a fisioterapia e desde então tem demonstrado brava luta estimulando médicos, família, amigos e aficionados do esporte.

Paciência e perseverança são as palavras-chave para Franco, contudo, sua evolução faz prever que no mês de agosto ele possa ser liberado para dar continuidade ao tratamento em sua própria casa. Por ora, ele necessita ser medicado com morfina para aliviar as constantes dores de cabeça, dormir o máximo possível e alimentar-se por meio de sonda instalada diretamente em seu estômago para receber alimentação. Daniel Franco mantém contrato com a promotora Roc Nation do rapper milionário Jay-Z, marido da estrela Beyoncé.

Relembre:

Lutador mostra progresso e sai da UTI

US$ 10 mi para patrocinar Mayweather-McGregor

Cartaz oficial do combate entre Mayweather e McGregor (Divulgação)

Com o interesse despertado em todo o mundo, os promotores da luta entre Floyd Mayweather e Conor McGregor definiram que o patrocinador principal terá de desembolsar US$ 10 milhões (R$ 33 milhões) para brilhar ao lado das duas estrelas do esporte. A proposta já foi enviada a diversas empresas por intermédio da companhia WME/IMG, proprietária do UFC. O confronto está marcado para 26 de agosto no T-Mobile Arena de Las Vegas, estado de nevada (EUA).

Caso o objetivo dos executivos seja atingido, o valor será quase o dobro do alcançado no embate entre Mayweather e Manny Pacquiao, em maio de 2015, quando a cervejaria Tecate investiu US$ 5,6 milhões (R$ 18,5 milhões) para ser a marca da chamada Luta do Século. O interessado que pagar a bagatela de US$ 10 milhões por Mayweather-McGregor terá direito, entre outros, a colocar seu logotipo no centro do ringue, na vestimenta das ringue girls, em duas das quatro cordas e nos dois córneres neutros, onde não ficam os boxeadores.

F1 no ringue? Casa quer luta Hamilton vs Vettel

Casa de apostas sugere luta de boxe beneficente, mas sem capacetes (Reprodução)

O incidente entre Sebastian Vettel e Lewis Hamilton, no GP de F1 de Baku (Azerbaijão), disputado no último domingo, fez a casa de apostas inglesa Paddy Power sugerir combate de boxe entre os dois pilotos. Inconformado com a redução de velocidade do britânico – que naquele momento liderava a prova e dirigia atrás do safety car – o alemão quebrou parte frontal de sua Ferrari e, em seguida, colocou-se lado a lado com o rival e fez movimento brusco para atingir a McLaren.

Em entrevista após o grande prêmio, Hamilton disse que “se ele (Vettel) quiser provar que é macho, deveria fazê-lo fora do carro, cara a cara”. Essa foi a senha para a casa de apostas que utilizou seu site oficial para indicar luta de boxe beneficente. A brincadeira da Paddy Power, com direito a criação de cartaz, prevê arrecadação de até £ 1 milhão (R$ 4,2 milhões), mas deixa claro que o combate tem de definir algumas regras, afinal, “boxe com capacetes não seria nada divertido”.

Façam suas apostas!

Rigondeaux aceita subir peso para Lomachenko

Dois bicampeões olímpicos: Rigondeaux (e) e Lomachenko (Montagem)

O combate profissional entre os dois maiores boxeadores amadores de todos os tempos pode finalmente ser realizado. O cubano Guillermo Rigondeaux, 36, disse aceitar o aumento de peso e subir até os leves (61,2k) para encarar o ucraniano Vasyl Lomachenko, 29, atual detentor da coroa OMB da divisão. As duas partes sequer iniciaram negociações, mas o time do atleta do Leste Europeu já sugere o evento para o próximo mês de agosto.

Dono do cinto AMB supergalo (55,3k), o invicto Rigondeaux (17-0-0, 11 KOs e 1sd) sempre alimentou o desejo de ficar frente a frente com Lomachenko (8-1-0, 6 KOs) já campeão mundial em duas categorias, mesmo com poucas lutas. As provocações das duas equipes ocorrem há alguns anos, porém, eles sempre estiveram separados por pequena diferença de peso.

“É o melhor combate para qualquer peso”, destaca Alex Bornote, gerente do cubano, um dos mais animados com a possibilidade do confronto. Em resposta ao desejo do adversário, a equipe do ucraniano se diz pronta para o desafio, restando o fechamento de acordo com a promotora Top Rank. “Ficaremos muito satisfeitos se a luta for efetivada”, festeja Aegis Klimas, gerente do ucraniano. Bicampeões olímpicos, Rigondeaux foi medalha de ouro em Sydney (2000) e Atenas (2004) e Lomachenko subiu ao degrau mais alto do pódio em Londres (2012) e Pequim (2008).

Rigondeaux-Flores fica mesmo sem decisão

Rigondeaux (e) acertou Flores após o gongo (Reprodução)

Como já havíamos antecipado na semana passada, a Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC por sua sigla em inglês) decidiu nesta segunda-feira modificar o resultado do triunfo por nocaute no primeiro round do cubano Guillermo Rigondeaux sobre o mexicano Moises Flores para combate “sem decisão” (No Contest). Os dois se confrontaram no último dia 17 no Mandabay Bay Resort & Casino de Las Vegas, Nevada (EUA).

A alteração foi necessária, pois o vídeo e o áudio da luta comprovaram que Rigondeaux atingiu Flores após o toque do sino indicando o fim do tempo regulamentar da rodada. A Comissão de Nevada aceitou também a argumentação do árbitro Vic Drakulich de que o golpe desferido pelo cubano não foi intencional. Com isso, o caribenho não correu o risco de desqualificação, o que teria invertido o dono da vitória.

Antes de decidir pela interrupção do confronto tanto Drakulich como Bob Bennett assistiram ao replay do lance e, sem o áudio disponibilizado pelo canal HBO, optaram por decretar o cubano como vencedor. Para o bem do esporte o erro foi reparado. Rigondeaux (17-0-0, 12 KOs e 1sd) continua com o título de supercampeão AMB supergalo (55,3k), ao passo que Flores (25-0-0, 17 KOs e 2sd) mantém o cetro “regular” da mesma entidade e categoria. Nos próximos dias, a Associação Mundial de Boxe deve indicar revanche direta.

Luvas Cruzadas

Parker expõe contra Fury – Após longa negociação ficou definido que o neozelandês Joseph Parker (23-0-0, 18 KOs), 25, colocará seu cinto OMB dos pesados frente ao britânico Hughie Fury (20-0-0, 10 KOs), 22, em 23 de setembro no Manchester Arena em Lancashire (Reino Unido). Os dois já deveriam ter lutado em maio passado, mas Fury alegou lesão nas costas duas semanas antes, impedindo o evento. Parker acabou encarando o romeno Razvan Cojanu, ganhando unanimemente por pontos, porém, sem muito brilho. Como preparação à briga pelo cinto, Fury enfrenta o turco Oezcan Cetinkaya, em 8 de julho.

Relembre:

Comissão pode anular luta Rigondeaux-Flores

Polícia alerta Chavez sobre risco de sequestro

Se já não bastasse o choque pelo assassinato na noite deste domingo de Rafael Chavez, seu irmão mais velho, o lendário boxeador Julio Cesar Chavez, 55, está sendo alertado pela polícia dos Estados Unidos do risco de ser vítima de sequestro. “Eu já recebi ameaças e pedi auxílio às autoridades de Tijuana (cidade mexicana do estado de Baja Califórnia, fronteiriça com os EUA) que se fizeram de idiotas. Na verdade não sei o que estão esperando acontecer”, preocupa-se um dos maiores pugilistas de todos os tempos.

A advertência a Chavez partiu de alto organismo de investigação criminal americano, incluindo riscos de sequestro a uma de suas filhas. “O FBI me comunicou sobre a possibilidade desse crime direcionando a mim e minha família. Eu informei ao governador de Baja Califórnia e ninguém tem me dado ouvidos”, declara Chavez. Ele garante que recebeu o suposto sequestrador já foi identificado, mas prefere não revelar para não atrapalhar as investigações. “É uma pessoa que esteve na prisão e as autoridades o libertaram. Agora, ela sequestra, mata e rouba”.